Filhas de Gugu são derrotadas pela tia na Justiça

E a novela da herança do falecido apresentador Gugu Liberato, continua, porém agora, a história, foi com a gêmeas Sofia e Marina.

As gêmeas foram a justiça, a fim de serem representadas por um advogado, porém o pedido delas acabou sendo negado.

Logo, elas continuarão sendo regidas por Aparecida Liberato, irmã de Gugu, e administradora de toda a fortuna dele.

Os advogados contratados pelas irmãs, foram Pedro Paulo Rocha Junqueira e Viviane Ricci Malimpensa.

Mas Eliane da Camara Leite, a juíza da 1° Vara da Família e Sucessões do Foro Central da Comarca de São Paulo, não autorizou que os advogados comandassem o caso.

O motivo principal para terem o pedido negado, é o fato de terem 16 anos, ou seja, são menores de idade, logo elas estão sendo obrigadas a continuarem sob tutela da irmã de Gugu, que inclusive foi nomeada por ele próprio, para ser a administradora do espólio e dos interesses da família.

Sofia e Marina, pretendiam fazer a contratação dos advogados, pois tinham dúvidas sob a administração da herança por parte da tia.

Elas cobram explicações, e prestação de contas, dos seguros de vida, previdência privada, dentre outros bens, incluindo, materiais, como obras de arte, joias, relógios, além de um cofre que estava abastecido com dinheiro.

No momento em que as gêmeas, buscaram seus direitos,pela independência jurídica, Aparecida de imediato, protocolou uma petição contraria as suas sobrinhas.

Aparecida, veio a público acusar Rose Miriam, de manipular as filhas, para benefício próprio.

Ela mencionou que a advogada que foi contratada para representar as meninas, é amiga pessoal de Rose, além de estar atuando também no reconhecimento de união estável, de Gugu com Rose.